Google+ Followers

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Alimentos X Qualidade de vida









1.Não fique muito tempo sem se alimentar

É preciso criar o hábito de fazer pequenas refeições ( lanches) entre as grandes refeições. O ideal seria que fosse no intervalo de 2 horas. Quando se passa muito tempo sem se alimentar o metabolismo fica um pouco mais lento, como forma de poupar energia. Isso ajuda a dificultar a perda de peso. Quando ficamos um maior espaço de tempo sem se alimentar, temos a tendência de buscar alimentos mais calóricos nas próximas refeições. Isso também dificulta a perda de peso, além de contribuir para o ganho de massa.

2.Sinta prazer comendo
"A alimentação também é fonte de prazer. Não se torne escravo de dietas e calorias, pois existem cada vez mais estudos que evidenciam que pessoas que se preocupam demais com a forma física tendem a sofrer maiores oscilações de peso, além de serem insatisfeitas com o próprio corpo. Estar bem consigo mesmo e cuidar do corpo com atividade física e alimentação saudável são as melhores formas de obter uma boa qualidade de vida."

3.Busque alimentos naturais
"Siga uma alimentação o mais natural possível. Fuja das  refeições com muitos produtos industrializados. Eles possuem muitas substâncias como o corantes e o conservantes, que possuem altas quantidades de sódio e podem, em longo prazo, causar hipertensão e sobrecarregar os rins."

4. Escolha o lugar certo para comer
"As refeições devem ser feitas em lugares tranquilos e sem pressa. Comer bem devagar, sem pensar em compromissos e mastigar muito bem os alimentos fará com que você se sinta saciado mesmo ingerindo uma menor quantidade de comida, sem desviar a sua atenção para qualquer outra coisa. Coma se deliciando com sabor da comida ingerida.
 
6.Ervas aromáticas fazem bem

" Vale a pena caprichar em ervas aromáticas para temperar a comida como: alho, cebola, salsa, cebolinha, manjericão, alecrim, louro, orégano, sálvia, curry, açafrão e coentro. Elas também são saudáveis e contribuem para o melhor sabor dos allimentos"

7. Coma de tudo
"O mais importante é perceber que nenhum alimento é proibido, a não ser que a pessoa precise fazer uma dieta restritiva, caso seja paciente de diabetes ou doença celíaca, por exemplo. É muito comum que as pessoas pensem que comer só salada é uma boa forma de manter a alimentação saudável, mas isso não é verdade. O famoso "prato colorido", ou seja, aquele que tem uma fonte de fibras, minerais, vitaminas e proteínas é sem dúvida o prato mais saudável

8. Estabeleça metas para a semana
"Além disso, pensar em longo prazo e criar um hábito saudável é muito importante. Dificilmente a pessoa consegue ingerir todos os alimentos que são fontes de vitaminas que o corpo precisa em um dia. Para isso, ela teria que comer vários tipos de frutas, carnes, legumes e verduras todos os dias. O melhor é fazer as metas para toda a semana. Fica mais fácil distribuir a alimentação adequada nesse período

9. Seja persistente
" Não tenha pressa. Mude seus hábitos de alimentação com bastante consciência. Prove os alimentos que não são de costume como frutas, legumes, verduras. Aceite que o paladar deverá ser estimulado. Desistir na primeira tentativa é um erro. Todos os dias, selecione alguns desses alimentos. Não gostou? Prove novamente. Tudo bem se você rejeitar, inicialmente. Mas desistir na primeira tentativa é subestimar o seu poder de mudança."

10. Hidrate-se
"Abuse do líquido. Beba pelo menos dois litros, mais ou menos oito copos de água todos os dias. A água ajuda na hidratação da pele e é fundamental como meio de transporte de algumas vitaminas hidrossolúveis como a vitamina B1, B2, B6, B12 e a vitamina C. Além disso, a água é essencial para que o corpo fique disposto durante todo o dia."